Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 – Vamos para a segunda parte do apanhado de atletas que ficaram marcados pelas suas atuações em suas seleções nacionais.

E caso você tenha perdido a parte 1, basta clicar aqui

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

Lukas Podolski – Alemanha

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 - Foto de Lukas Podolski

O atacante foi um dos melhores jogadores da geração alemã do meio dos anos 2000. Rápido, habilidoso e com chute preciso, o canhoto jogou por times como Bayern de Munique, Arsenal e Inter de Milão, levantando troféus de campeonatos e copas nacionais ao longo de sua carreira.

Mas quando alguém fala sobre Lukas Podolski, a primeira coisa que vem à cabeça são as suas atuações pela seleção da Alemanha, onde foi campeão do mundo na Copa do Brasil, em 2014Ao todo, foram 130 convocações entre 2004 e 2017, marcando 49 gols.

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

Cuauhtémoc Blanco – México

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 - Foto de Blanco

Tirando os mexicanos, é difícil alguém lembrar do meia de rara habilidade com outra camisa que não seja a verde do México, com a qual proporcionou um dos dribles mais famosos da história do futebol, o chamado “Cuauhtemiña”, onde prendia a bola entre os pés e pulava sobre dois rivais. Blanco chegou a atuar no  Real Valladolid, entre 2000 e 2002, mas uma fratura na perna defendendo sua seleção o tirou de combate por 6 meses.

Blanco Hop Fantasa Cuahtmoc Cuahtémoc, Blanco, Jugadas, Fantasía, Football, Futbol, Mexico GIF

Além disso, a saudade de casa também pesou para o atleta, que chegou a meter um golaço de falta no Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu, mas que não teve uma carreira de sucesso na Europa. Ao todo, defendeu seu país por 19 anos, disputando as copas de 98, 2002 e 2010.

Seu momento de destaque com a camisa de El Tri foi o título da Copa das Confederações de 1999, sendo artilheiro da competição com 6 gols, um deles inclusive, contra o Brasil na final.

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

Thomas Ravelli – Suécia

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 - Foto de Ravelli

É interessante como um dos melhores jogadores suecos de todos os tempos não tenha tido uma carreira fora do seus país em times mais fortes.  Ravelli jogou em 3 equipes nos seus 21 anos carreira: Öster, IFK Gotemburgo e Tampa Bay Mutiny, dos Estados Unidos.

Foram 10 títulos na carreira e uma passagem rápida pela terra do tio Sam sem brilho. Agora, quando se fala sobre o goleiro é instantânea a lembrança das suas atuações pela seleção da Suécia na Copa de 94, fazendo defesas milagrosas junto a caretas  e dancinhas após as mesmas, fato que lhe rendeu o apelido de “Príncipe dos palhaços”.

Ravelli foi um dos destaques dessa Suécia que chegou às semifinais da competição perdendo apenas para o Brasil, que viria a ser campeão. Nessa partida frente aos brasileiros, o goleiro fez o que pode, mas não foi o suficiente, já que o baixinho Romário conseguiu fazer um gol de cabeça entre os gigantes zagueiros suecos. TR também disputou a Copa de 90 e a Euro de 92. Ao todo, foram 143 convocações para a Blågult, de 1981 a 1997.

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

René Higuita – Colômbia

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 - Foto de Higuita

Folclórico foi o chamado “goleiro líbero”, muito antes de eles serem obrigados a saberem jogar com os pés. Higuita teve uma carreira de 24 anos, passou por vários clubes e chegou até a atuar no Real Valladolid, da Espanha por 1 ano, mas nunca teve uma carreira internacional de sucesso.

Em seu país, se destaca a glória na Copa Libertadores de 1989, atuando pelo Atlético Nacional de  Medellín , clube que à época, foi acusado pelos rivais de ter ganhado o torneio continental com a ajuda de Pablo Escobar, que teria ameaçado e oferecido uma bela grana para os árbitros. Verdade ou não, o fato é que RH foi um dos jogadores que foram visitar o narcotraficante na prisão “La Catedral”.

Fofocas à parte, o atleta sempre vai ser lembrado no cenário mundial da bola, com a camisa da seleção colombiana onde atuou por 12 anos, atendendo a 68 convocações. Higuita jogou a Copa do Mundo de 1990 e, infelizmente para ele, ficou marcado pelo erro na saída de bola contra Camarões. Sorte dele que quando é citado, a primeira lembrança é a defesa do escorpião que fez em 1995.

kick save GIF

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2

Alexi Lalas – Estados Unidos

Jogadores mais lembrados por suas seleções 2 - Foto de Lalas

Você que já viu o zagueiro no post ” Jogadores com penteados mais “diferentões” do futebol – Parte 1“, sabe que além do seu penteado característico, o atleta ficou marcado com a camisa branca listrada em vermelho da seleção dos Estados Unidos, pelo qual jogou as copas de 94 e 98.

Depois da Copa dos EUA, Lalas foi jogar no Padova, sendo o primeiro americano a jogar na Itália, onde ficou apenas por 1 ano. O defensor até chegou a atuar no Emelec, do Equador, mas foi em casa que passou a maior parte da sua carreira, destacando seu tempo no Los Angeles Galaxy, onde se sagrou campeão da MLS e da Liga dos Campeões da CONCACAF. AL teve 96 convocações para a The Stars and Stripes.

Gostou do material?  Compartilhe com seus amigos.

Equipe FCA

Instagram: @FutebolComAmorbr

Twitter: @FutebolComAmor

Facebook: FutebolComAmor

Canal no Youtube: FutebolcomAmorSite

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *