Os penteados mais “diferentões” do futebol – Parte 1

Os penteados mais “diferentões” do futebol – Gosto não se discute, afinal as pessoas são livres para fazerem o que bem entenderem das suas vidas, inclusive o penteado.

E, justamente, para exemplificar isso, vamos apontar jogadores de futebol que resolveram fugir do padrão e seguir seu estilo próprio, no caso o capilar.

Os penteados mais “diferentões” do futebol

Os penteados mais “diferentões” do futebol -Taribo West

Os penteados mais "diferentões" do futebol - Foto de Taribo West

O nigeriano teve uma carreira de sucesso onde jogou em equipes grandes pela Europa, se destacando a Inter de Milão, onde ao lado de Ronaldo Fenômeno foi campeão da Copa da UEFA de 1997.

O zagueiro ainda conquistou a medalha de ouro olímpica, em 1996, deixando o Brasil pelo caminho. Taribo tinha como marca registrada as suas tranças coloridas, que ele variava sempre, sendo mais comum a cor verde quando estava na seleção e de acordo com as cores do clube que defendia.

Os penteados mais “diferentões” do futebol – Carlos Valderrama

Os penteados mais "diferentões" do futebol - foto de Valderrama.

Meia extremamente técnico, Valderrama foi um dos expoentes da excelente geração colombiana dos anos 90, onde foi capitão da sua seleção nas copas de 90, 94 e 98. 

Muita gente tem ele na memória como um jogador folclórico por causa da sua vasta cabeleira, mas acredite, “El Pibe” jogou muita bola, mesmo que grande parte da sua carreira tenha sido fora do cenário europeu.

O atleta até chegou a ser campeão da Copa da França, com o Montpellier, em 90, e defendeu o Real Valladolid por uma temporada, mas foi nas Américas onde viveu seus melhores momentos.

Foi campeão colombiano duas vezes com o Júnior de Barranquilla e teve papel decisivo na popularização da MLS, jogando por quatro times na liga americana.

Os penteados mais “diferentões” do futebol- Djibril Cissé

Os penteados mais "diferentões" do futebol - Foto de Cisse

Não poderia faltar nessa lista o excelente atacante  francês que teve uma carreira de muito sucesso a nível de clubes e seleção.

Ele foi campeão da Champions League, com o Liverpool, em 2005, e com a França levantou o troféu da Copa das Confederações, de 2003. Djibril ainda conquistou Copa e Liga da Grécia, com o Panathinaikos, em 2010.

O atleta não tinha um estilo de cabelo apenas já que mudou, e muito, ao longo da carreira, mas para ilustrar resolvemos escolher o penteado mais “clássico” pelo qual ele é lembrado: a barba e cabelo descoloridos.

 Os penteados mais “diferentões” do futebol – Alexi Lalas

Foto de Lalas.

Panayotis Alexander Lalas é um dos símbolos do futebol dos anos 90 e, obviamente, todo mundo lembra do seu cabelão e longa barba ruivos na Copa de 94, onde foi um dos melhores jogadores da seleção americana ,que deu um calor no Brasil, nas oitavas de final. 

Depois da Copa dos Estados Unidos, Lalas foi jogar no Padova, sendo o primeiro americano a jogar na Itália, por onde ficou apenas por 1 ano.

O forte zagueiro até chegou a atuar no Emelec, do Equador, mas foi em casa que passou a maior parte da sua carreira, destacando seu tempo no Los Angeles Galaxy, onde se sagrou campeão da MLS e da Liga dos Campeões da CONCACAF.

5 – Ronaldo Fenômeno

Foto de Ronaldo.

Simplesmente, um dos melhores jogadores da história do futebol, que apesar de ter usado a cabeça completamente raspada na maior fatia da sua carreira, se destacou pelo seu “penteado cascão”, alusão ao personagem de Maurício de Sousa, que virou febre entre as crianças.

Ronaldo usou o corte durante a Copa de 2002 e, segundo entrevista ao jornal The Sun, afirmou que fez isso para desviar as atenções do fato de estar jogando com apenas 60% das suas condições físicas.

PARTE 2 AQUI

Gostou do material?  Compartilhe com seus amigos.

Equipe FCA

Instagram: @FutebolComAmorbr

Twitter: @FutebolComAmor

Facebook: FutebolComAmor

Canal no Youtube: FutebolcomAmorSite

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *